Carne processada

Resumo do tópico enviado por : Linda

O Instituto Americano para Pesquisa do Câncer define carnes processadas como “carne preservada por fumar, curar ou salgar, ou adição de conservantes químicos”. Carnes curadas como bacon, cachorros-quentes e frios têm sido associados ao aumento do risco de câncer em geral e câncer de mama em particular . Um fator chave pode ser os nitritos que são freqüentemente adicionados como conservantes em carnes processadas para combater a ameaça do botulismo . Quando processados ​​no estômago, esses nitratos se tornam nitrosaminas e nitrosamidas cancerígenas . A ingestão de cachorro-quente tem sido associada a dois principais cânceres pediátricos, tumores cerebrais e leucemia infantil .

A carne processada também aparece ligada ao ganho de peso a longo prazo . A ingestão de carnes processadas e outras carnes antes da gravidez pode aumentar o risco de diabetes gestacional e pode desempenhar um papel na infertilidade e na puberdade precoce nas meninas. O consumo de carne curada parece estar ligado ao risco de Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica, conhecida como DPOC . As carnes processadas também podem contribuir para o envelhecimento, possivelmente reduzindo nossos telômeros de DNA protetores .

Retirado de : https://nutritionfacts.org/

 

julio tafforelli

Psicanalista junguiano com especialização em compulsão alimentar, dietas para reversão de diabetes, dieta cetogênica (low-carb ) para tratamento da obesidade. Praticante da dieta cetogênica há mais de dois anos com experiencia em alimentos brasileiros orgânicos apropriados. Praticante de meditação, técnicas de controle de estresse, tango de salão e ginastica hiit para longevidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *