O que é a Terapia de Aceitação e Compromisso (ACT)?

A Terapia de Aceitação e Compromisso (ACT) recebe o seu nome por causa de uma de suas propostas mais centrais de modelo de terapia: aceitar o que está fora de seu controle pessoal, e comprometer-se à ação que melhore e enriqueça a sua vida.

A ACT é uma Terapia da abordagem cognitivo-comportamental da terceira onda ou geração, e tem como pilar central a prática da Atenção Plena ou Mindfulness. O objetivo da ACT é maximizar o potencial humano para uma vida plena e significativamente rica e com sentido.

ACT (que é pronunciado como a palavra “ACT”, não como as iniciais A C T, tem como objetivo ensinar a seus clientes o seguinte:

a) ensinar-lhe habilidades psicológicas para lidar com seus pensamentos e sentimentos dolorosos de forma eficaz – de tal forma que eles passam a ter muito menos impacto e influência sobre você (estas são conhecidas como as habilidades de mindfulness do tratamento;

b) ajudá-lo a esclarecer o que é verdadeiramente importante e significativo para o cliente – ou seja, os seus valores (a pessoa que ele gostaria de ser nesse mundo verdadeiramente) – e então usar esse conhecimento para orientar, inspirar e motivá-lo a mudar sua vida para melhor.

O que acontece durante a Terapia?

Para começar, seu terapeuta irá perguntar sobre o seu histórico e como você está se sentindo atualmente. Ele irá trabalhar com você na identificação de áreas problemáticas e você vai decidir quais áreas você gostaria de lidar. Você vai aprender a fazer sentido dos seus problemas dividindo-os em áreas menores, de modo que você possa ver como eles estão conectados e como eles afetam você.

Usando técnicas estruturadas, seu terapeuta vai tentar identificar a relação que você está tendo com seus pensamentos, sentimentos e sensações e de que forma esse relacionamento estabelecido está influenciando a sua forma de agir no mundo. Você vai aprender a estar atento de quando hábitos negativos de pensar surgem em um determinado contexto da sua vida, e como responder de forma mais positiva naquela situação independente dos pensamentos ou sentimentos que surjam ali naquela situação. Isso pode levar a mudanças de comportamento que podem fazer você se sentir melhor e a se satisfazer como pessoa.

Normalmente você vai ser convidado a escrever um diário para que você possa identificar a forma como você reage a determinados eventos. Isso irá ajudá-lo a identificar padrões de pensamentos, emoções, sensações físicas e ações, e ver o quanto desses processos ajudam ou não no seu bem-estar.

Seu terapeuta geralmente o aconselhará a realizar algumas tarefas entre sessões. Isso pode incluir material de leitura, exercícios, onde você pode experimentar por si mesmo o que você aprende durante as sessões, ou gradualmente, expôr-se a situações importantes para você, que você tem evitado por causa de pensamentos, sentimentos e sensações concebidas como ruins.

A Terapia de Aceitação e Compromisso (ACT) tem como objetivo fornecer-lhe o conhecimento e habilidades para melhorar a sua qualidade de vida. Uma vez que a terapia tenha terminado, você será capaz de praticar o que você aprendeu e continuar a ser seu próprio terapeuta.

Veja o que o Prof. Dr. David Barlow, um dos mais reconhecidos cientistas praticantes psicólogos do mundo inteiro, conhecido pelas suas contribuições ao campo da Terapia Cognitivo-Comportamental diz sobre a ACT:

“De vez em quando, há uma contribuição única para a psicoterapia. Ainda mais raro é o embasamento dessa contribuição em sã filosofia, por um lado, e os dados científicos firmes por outro. A Terapia de Aceitação e Compromisso representa tal esforço. Em um salto verdadeiramente criativo para a frente, os autores apresentam uma nova abordagem para a mudança de comportamento que é “necessária” para todos no campo da psicoterapia “. Desafiando os pressupostos e métodos da terapia cognitiva, isto é, entre as novas abordagens mais significativas para a mudança de comportamento de nas últimas três décadas. “

Qual a duração do tratamento?

A ACT pode ser oferecida em muitas maneiras diferentes:

a) a terapia de longo prazo – por exemplo, o protocolo Spectrum para ACT com transtorno de personalidade borderline: 40 sessões de 2 horas.

b) a terapia de médio prazo – por exemplo, o protocolo de Joanne Dahl para ACT para a dor crônica: Oito sessões no total

c) terapia breve – por exemplo, protocolo de Patty Bach na ACT com esquizofrenia: apenas 4 sessões de 1 hora

d) terapia ultra-breve – por exemplo, o trabalho de Kirk Strosahl em ambientes médicos de cuidados primários, onde a ACT podem ser altamente eficaz, mesmo em 01 ou 02 sessões de 20 a 30 minutos

Quando iniciar o tratamento?

O tratamento pode ser desafiador e você deve estar disposto a se relacionar com seus pensamentos e sentimentos difíceis de uma forma diferente, para que você possa pôr em prática a vida que você quer realmente viver independente de quais pensamentos, sentimentos e sensações que você experiencie. É importante que você pratique estar aberto, o melhor que você em cada momento, confiando na experiência de cada momento que surgir. O sucesso da Terapia de Aceitação e Compromisso ou ACT como chamamos depende de sua participação ativa e compromisso com todo este processo.

Texto:

Vitor Friary

Mestre em Terapia Cognitivo-Comportamental (London Metropolitan University)

Especialista em Terapia de Aceitação e Compromisso (ACT)

Pesquisador no Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro

julio tafforelli

Psicanalista junguiano com especialização em compulsão alimentar, dietas para reversão de diabetes, dieta cetogênica (low-carb ) para tratamento da obesidade. Praticante da dieta cetogênica há mais de dois anos com experiencia em alimentos brasileiros orgânicos apropriados. Praticante de meditação, técnicas de controle de estresse, tango de salão e ginastica hiit para longevidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *